Falando sobre o uso do véu.

Apesar do Concílio Vaticano II ter produzido um hecatombe na vida católica, alterando praticamente tudo o que havia na Igreja, da liturgia aos hábitos das freiras, paradoxalmente um aspecto foi silenciado pelo Concílio e pelo Código de Direito Canônico de 1983, promulgado pelo papa João Paulo II: refiro-me ao uso do véu pelas mulheres.

católicos armênios

Ao contrário do que se diz por aí, o uso do véu não passou a ser objetivamente facultativo, após as mudanças litúrgicas do pós-concílio: oficialmente nada se disse a respeito. Tudo o que temos em mãos a respeito do tema é:

1 – As Sagradas Escrituras, especialmente a determinação de São Paulo para que as mulheres nas Igrejas tenham a cabeça coberta.

2 – A Tradição de mais de 2000 anos da Igreja, em que as mulheres em todos os tempos e em todos os lugares sempre respeitaram o costume de ter a cabeça coberta;

3 – O Código de Direito Canônico de 1917 que OBRIGA o uso do véu, mas na verdade não faz outra coisa que sancionar uma norma que sempre fez parte do dia-a-dia da Igreja. Está escrito no Código de Direito Canônico de 1917: “As mulheres, entretanto, têm que cobrir suas cabeças e vestir-se com modéstia, especialmente quando se aproximam da mesa do Senhor” (Mulieres autem, capite cooperto et modest vestitae, maxime cum ad mensam Domincam accedunt, Código de Direito Canônico de 1917, cân. 1262).

4 – Para o nosso caso brasileiro, de forma mais específica, o Concílio Plenário brasileiro de 1929 confirma esta obrigatoriedade, isso antes de existir a CNBB. Ora: esta norma nunca foi suprimida oficialmente, e antes de tudo repete o que fez parte do dia-a-dia católico desde a fundação da Igreja, baseado nas Escrituras, na Tradição e nos costumes.

5 – Mesmo o atual Código de Direito Canônico de 1983 omite o assunto. Mas para outras questões em que existe o claro propósito de supressão, podemos encontrar com todas as letras. O atual Código, como dito, nada fala sobre o uso do véu, mas por outro lado, o novo Código diz nos cânones 20 e 21 que a nova lei canônica só abole a velha lei quando ela escrever explicitamente isto, e que em caso de dúvidas, a lei antiga não deve ser revogada, mas pelo contrário:

A lei posterior ab-roga ou derroga a anterior, se expressamente o declara, se lhe é diretamente contrária, ou se reordena inteiramente toda a matéria da lei anterior; a lei universal, porém, de nenhum modo derroga o direito particular ou especial, salvo determinação expressa em contrário no direito (Código de Direito Canônico de 1983, cân. 20).

E ainda:

Na dúvida, não se presume a revogação de lei preexistente, mas leis posteriores devem ser comparadas com as anteriores e, quanto possível, com elas harmonizadas (Ibid., cân. 21).
CATHOLICVS-Candelaria-Filadelfia-Philadelphia-Candlemass-4

O novo Código de Direito Canônico é questionável, para dizer o mínimo. Mas o foco deste post é mostrar que até mesmo ele omite o assunto. Logo, é muito provável que o assunto não seja apenas para tradicionalistas, mas as mulheres que não utilizam o véu laboram em erro e desobedecem a disciplina da Igreja ainda que não saibam disso, ainda que sejam proibidas por seus próprios párocos ou bispos. Não cabe a mim apontar a falha ou o pecado alheio, mas o fato de 99,9% da população – a começar pelo clero – desobedecer as normas não anula as leis, mas torna negligentes 99,9% da população. Portanto: quem agora sabe destes dados e não é mais ignorante no assunto, que ponha a mão na consciência e faça o que é certo, ao invés do que convém.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Falando sobre o uso do véu.

  1. Pingback: Falando sobre o uso do véu | Maria Rosa Mulher

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s