Natal

Estrela de prata colocada no exato local onde o Messias nasceu da Virgem Maria. Localiza-se sob o altar, no interior da Basílica da Natividade. "Hic de Virgine Maria Jesus Christus natus est" (Aqui Jesus Cristo nasceu da Virgem Maria)

A festa de Natal tem por fim lembrar-nos o Nascimento do Salvador e comunicar-nos as graças particulares deste Mistério. “Por nossa causa e por nossa salvação, desceu do Céu“. (Credo). Sendo e permanecendo verdadeiro Deus, tornou verdadeiro homem. E sendo homem, atrai todo o gênero humano a Si, querendo fazê-lo sua propriedade. Comunica-lhe a filiação de Deus, tornando-se Irmão de todos e dando aos homens a sua vida que é a graça santificante.

Deus se fez homem para que o homem se tornasse Deus,” diz admiravelmente Santo Agostinho.

A alegria que nos inunda a alma fará nascer, em nossos corações, profundos sentimentos de gratidão para com Deus pela Incarnação de seu Filho Unigênito, gratidão que se manifestará pelo sincero desejo de desenvolver em nós, pela prática das boas obras, a vida que Jesus trouxe ao mundo. Esperaremos que ela sempre cresça e também cresça Cristo em nós. Eis a obra do santo Sacrifício da Missa, pois, o que aconteceu há mais de dois mil anos, repete-se hoje: a Incarnação do Verbo Divino, seu Nascimento no presepe de Belém. Na santa Missa, na santa Comunhão, une-se Jesus às nossas almas, escondido sob os véus das espécies eucarísticas, como outrora ocultou o esplendor de sua Divindade sob o humilde manto de sua humanidade. Nossa Belém é o altar! Nossa gruta é o tabernáculo! Nosso presepe é a nossa alma: Nela, bem longe do tumulto do mundo, Ele quer, no silêncio e na solidão, “tomar nova forma“; quer ocupá-la, imprimi-lhe o selo de filha de Deus, transformá-a em Si própria. A esta alma Deus predestinou “conformar-se com a imagem do Filho de Deus“. E se somos Filhos de Deus, também seremos seus herdeiros e co-herdeiros de Jesus Cristo. É assim que não somente comemoramos e celebramos o Natal, como participamos do Nascimento de Jesus Cristo e dos frutos da Redenção da Santa Missa, ao pé da Cruz.

A alegria deste tempo manifesta-se por vários modos: a cor violácea dos tempos de penitência é substituída pelos ornamentos brancos, bordados a ouro ou completamente dourados; os órgãos mudos no Advento, executam as suas mais jubilosas modulações e o Glória in excelsis Deo ressoa de novo, trazendo-nos os ecos pacíficos do presepe. As melodias estão impregnadas de uma doce e comunicativa alegria, que se prolonga em toda a liturgia deste tempo.

O tempo do Natal é o intervalo de quarenta dias, entre 25 de dezembro a 2 de fevereiro. Comparando o Advento à subida de uma montanha, chegamos agora a seu cume – Natal – o ponto mais elevado da primeira parte do ano eclesiástico.

Duccio di Buoninsegna, Natividade (1308-11), Galeria Nacional de Arte, Washington

Durante doze dias permanecemos nesta altura, com a celebração das duas festas principais deste tempo: Natal e Epifania ou festa dos Reis. A oitava desta última solenidade é seguida de 6 domingos, número este por vezes diminuído pelo tempo da Septuagésima que varia conforme a celebração da Páscoa, mais cedo ou mais tarde. Termina o tempo do Natal com a festa da Purificação de Nossa Senhora, que é o oferecimento de Jesus no templo, pelos pecados do mundo e assim esta festa já prepara o Mistério da Redenção que é o assunto do ciclo pascal.

Realizemos em nós as palavras do Papa São Leão: “Meus caríssimos filhos, nasceu-nos hoje o Salvador: rejubilemo-nos. Para longe todo sentimento de tristezas: eis a aurora da vida. Exulte o Justo, porque a recompensa está perto; o pecador se alegre, eis o perdão; o pagão espere, eis a vida!”.

(No mistério do Cristo).

Luz do Céu: Curso de Religião para o Ginásio. 1º tomo: o Credo. Edição: Livraria da Doutrina Cristã, Edições Salesianas, 1958.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s