Preceito da Comunhão

Há obrigação de comungar todos os anos pela Páscoa da Ressurreição e quando houver perigo de morte.

O preceito da Comunhão Pascoal começa a obrigar quando a creança é capaz de comungar com as devidas disposições.

Ordinariamente é aos sete anos.

Quando a creança chega ao uso da razão, deve receber a primeira Comunhão; assim declarou o Papa São Pio X.

Para poder fazer a primeira Comunhão, basta conhecer os principais mistérios da fé e as disposições necessárias para confessar e comungar devidamente.

Depois é míster continuar com o estudo do catecismo até estar devidamente instruído em todos os deveres do cristão.

Aqueles que, sendo aptos para serem admitidos à Comunhão, não comungam ou por não quererem, ou por não estarem instruídos por própria culpa, cometem pecado.

Pecam, além disso, os pais e os que fazem suas vezes, si por sua culpa se deva diferir a Comunhão das creanças e desta incúria terão que dar rigorosa conta a Deus.

Os neo-comungantes fariam coisa muito louvável pedindo a seus pais, não só para os acompanharem à Igreja, afim de assistir a tão grande ato, mas para eles também comungarem.

 

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s