Segunda Disposição

Para comungar, requer-se o jejum natural, o qual se quebra com qualquer cousa que se tome a modo de comida ou bebida.

Pode comungar, aquele que tiver engulido algum resíduo de comida que tenha ficado entre os dentes ou alguma gota d’água ao lavar a boca, pois estas cousas não se tomam a modo de comida ou bebida.

Podem comungar, sem estar em jejum, os enfermos em perigo de morte.

Esta comunhão chama-se Viático, porque é o melhor sustento da alma em sua viagem para a eternidade.

Debret retratou uma procissão no Rio de Janeiro para levar o "São Viático" à casa de um moribundo. Naqueles tempos era costume corriqueiro tirar o chapéu e ajoelhar-se, ou mesmo acompanhar a procissão em que o Santo Viático passava, em direção à casa do enfermo.

Os enfermos em perigo de morte, podem receber várias vezes o Santo Viático, e mesmo diariamente, si desejarem e tiverem comodidade para fazê-lo.

Aos enfermos, que não estão em perigo de morte, mas que não podem estar em jejum, é permitido tomar algum alimento antes da comunhão observando-se as condições seguintes:

1º Que já tenha passado um mês de enfermidade, sem que haja esperança certa de pronta melhora.

Que a comunhão se faça só uma ou duas vezes por semana, segundo o conselho do confessor.

3º Que aquilo que se toma, seja a modo de bebida, a saber: chá, leite, caldo de carne, café ou outro alimento líquido, ao qual pode-se misturar alguma outra substância, como assúcar, ovo batido, etc., contanto que ao unir-se essas substâncias não se perca a natureza de alimento líquido.

Pode-se tomar também algum remédio, embora não seja líquido.

PS: essas normas acima descritas foram vigentes até que Pio XII (Constituição Apostólica Christus Dominus de 6 de Janeiro de 1953) relaxou o jejum para 3 horas sem comida. Mas como, “onde passa o boi, passa a boiada”, tempos depois o Papa Paulo VI terminou mudando o jejum para apenas 1 hora antes da Comunhão, o que não faz sentido algum! Que espécie de jejum  é esse, o de ficar uma hora sem comer nada antes de comungar?

Em tempo: o jejum eucarístico mede-se pelo tempo sem comer ou beber ATÉ A HORA DE RECEBER NOSSO SENHOR NA COMUNHÃO, e não até a hora de iniciar a Santa Missa.

ENTRETANTO, os fiéis que se encontram na posição de fazerem jejum, são exortados a observarem a antiga forma de Jejum Eucarístico que antecede a Sagrada Comunhão, na qual consiste total abstinência de comida e bebida, incluindo água, á partir da meia-noite (especialmente nos lugares onde a missa é matutina, até as oito horas da manhã); ou da aliviada forma de jejum legislada pelo Papa Pio XII, que consiste na abstinência de comida sólida e bebida alcóolica por três horas, e de bebida não-alcóolica de uma hora antes da Comunhão.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s