Condições para se ganhar qualquer indulgência, que exiga Confissão e Comunhão.

A Confissão pode ser feita no mesmo dia marcado para ganhar a indulgência ou em qualquer outro dos oito anteriores.

A comunhão pode ser feita no mesmo dia marcado para ganhar a indulgência ou no dia anterior.

Tanto a Confissão, quanto a Comunhão, podem ser feitas também em toda a oitava seguinte.

Para ganhar as indulgências concedidas por piedosos exercícios, que duram três dias, uma semana, etc., a Confissão e Comunhão podem ser feitas também dentro da oitava que segue imediatamente o exercício terminado.

Os que costumam confessar-se duas vezes por mês e os que comungam dignamente todos os dias, ainda que se abstenham uma ou duas vezes por semana, podem, sem confessar-se, ganhar todas as indulgências que requerem a Confissão, com exceção das do Jubileu ordinário e extraordinário, ou a modo de Jubileu.

Uma única Confissão e Comunhão podem servir para ganhar mais indulgências que requerem, cada uma de per si, Confissão e Comunhão.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s