Um parêntesis

Uma breve pausa do assunto Confissão, que há muito tempo tenho postado, e que, por muito interessante, pode enfadar os leitores.

Não encerrarei. Ainda publicarei tudo o que tenho a respeito. Mas, para descansar um pouco, incluo aqui esta pequena –  e elevada – historieta:

AS ARMAS CONTRA OS MAUS PENSAMENTOS

Certo mancebo apresentou-se um dia a S. Felipe Neri, queixando-se que as tentações molestavam-no continuamente.

São Felipe Neri

O santo prescreveu-lhe alguns remédios, mas depois de alguns dias apresentou-se novamente, dizendo que não havia experimentado nenhuma melhora.

– “Bem” – disse-lhe então o padre Felipe – “vem amanhã bem cedo; passarás o dia comigo”.

No dia seguinte, mal o mancebo se apresentou, disse-lhe:

– “Presta-me um auxílio: leva este monte de ladrilhos ao andar de cima“.

– “Fa-lo-ei com muito gosto“.

– “Eia, depressa! Ao meio-dia deves ter terminado“.

– “Será obedecido, padre“.

Eram muitos os ladrilhos e na verdade não havia muito tempo a perder.

Ao meio dia, vermelho como um caranguejo, mas satisfeito, apresentou-se nosso moço cheio de júbilo ao padre Felipe, para dizer-lhe que havia cumprido a sua tarefa.

– “Muito bem” – disse-lhe o santo – “Depois do almoço voltarás a trazer esses mesmos ladrilhos ao mesmo sítio primitivo”.

Obediente, o moço cumpriu perfeitamente o seu dever e ao anoitecer, apresentou-se, cansado, ao padre Felipe.

– “Diz-me” – interrogou este sorrindo – “tiveste hoje tentação”?

– “Nenhuma sequer, padre; não havia tempo“.

– “Procura, pois, trabalhar assim todos os dias; verás como o demônio já não pensará mais em incomodar-te“.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Um parêntesis

  1. Interessantíssima!
    Muito útil na prática do bom propósito!
    Muito obrigado por ter publicado tão valioso texto.
    Salve Maria Santíssima.

  2. Olegario. disse:

    Excelente a pedagogia desse santo!
    E ainda, por cargas d’agua, queriam vetar-lhe a santidade…
    Olegario.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s