3º Propósito

O propósito é a firme vontade de nunca mais pecar e de fugir das ocasiões de pecar.

O propósito em se tratando de pecados mortais, deve ser universal, perpétuo e eficaz.

Universal – que se estenda a todos os pecados.

Perpétuo – por toda vida.

Eficaz – ter uma vontade resoluta e firme de fugir das ocasiões perigosas e de desarraigar os maus hábitos.

Por ocasiões perigosas entendem-se todas aquelas circunstâncias de tempo, lugar, pessoas ou cousas que, por sua natureza ou por nossa fragilidade, nos induzem ao pecado.

Por mau hábito se entende a disposição adquirida de cair com facilidade em certos pecados a que um está acostumado.

Para corrigir os maus hábitos, e míster velar sobre nós mesmos, fazer muita oração, confessar-se com frequência, ter um bom confessor e pôr em prática os conselhos e remédios que ele nos indicar.

A verdadeira dor dos pecados vai sempre acompanhada de verdadeiro propósito de emenda.

Quando alguém, depois de confessar-se, comete em seguida os mesmos pecado mortais, sem que se note nenhuma emenda, é motivo para se temer que as confissões sejam feitas sem dor e sem próposito verdadeiro.

A emenda dos pecados é um bom sinal para se julgar que a confissão tenha sido bem feita.

A dor e o propósito devem preceder a confissão, ou, ao menos a absolvição.

Deve-se procurar fazê-lo antecipadamente e não esperar no momento mesmo da confissão.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s