SÉTIMO MANDAMENTO

O sétimo mandamento é Não furtar.

Proíbe causar danos injustamente ao próximo nos seus bens.

Prejudica-se injustamente ao próximo:

Tirando ou retendo o alheio contra a vontade de seu dono.

Não pagando as dívidas, podendo fazê-lo;

Promovendo demandas inúteis e injustas;

Prejudicam ao próximo os operários e empregados que não trabalham nas horas para isto estabelecidas.

Os patrões que exploram os trabalhadores, pagando-lhes um salário injusto.

Prejudica-se injustamente ao próximo:

Danificando as propriedades alheias;

MST, movimento comuno-anarquista destruindo um pomar de propriedade particular

Ferindo ou matando os animais alheios;

Deixando estragar as cousas que nos foram confiadas;

Recebendo, escondendo ou comprando coisas furtadas.

Cometendo fraudes e usuras ilícitas.

A fraude comete-se: enganando o próximo no comércio, com pesos, medidas ou moedas falsas e com mercadorias avariadas;

Falsificando escrituras e documentos;

enganando nas compras e vendas ou em qualquer outro contrato, negando-se a dar o justo ou o contratado.

A usura se comete quando se exige, sem legítimo título, juros ilícitos por alguma quantia emprestada, abusando da necessidade ou ignorância daquele que recebe o empréstimo.

Dança Macabra numa igreja de Lubeck (Alemanha). O primeiro à esquerda é um usurário

Furto é tirar os bens alheios às ocultas, à revelia do dono.

Rapina é tirar os bens alheios descaradamente e com violência.

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s