ARTIGO XII

A vida eterna

 

A visão beatífica consiste em ter o próprio Deus como prêmio, vendo-o face a face por toda a eternidade, e gozando das indescritíveis e inimagináveis delícias de uma felicidade absoluta e perfeita.

 

A vida eterna quer dizer que depois desta vida presente há outra, ou eternamente bemaventurada para os bons no céu, ou eternamente infeliz para os maus no inferno.

Nossa alma jamais morrerá; teve princípio, mas não terá fim.

Enquanto existir Deus, existirá a nossa alma.

Ora, Deus SEMPRE existe; não tem princípio e não tem fim. Logo, Deus É!

Passarão milhões e trilhões de anos e de séculos e a nossa alma ainda existirá e estará no céu ou no inferno, conforme a vida que tivemos, no brevíssimo tempo de nossa estadia neste mundo.

Grande loucura é cometer o pecado!

Por cousas que hão de passar tão depressa, perder um céu eterno, merecer um inferno eterno!

Amén, no fim do Credo, quer dizer: assim é, ou creio firmemente tudo quanto contêm estes doze artigos.

Cruz do descobrimento (Porto Seguro - BA)

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s