O Juízo

Depois da morte terá lugar imediatamente o juízo.

O juízo consiste na conta que o homem deverá prestar a Deus e na sentença que pronunciará o divino Juiz.

Todos os homens serão julgados duas vezes:

A primeira na hora da morte; a segunda no fim do mundo.

Nestes juízos examinar-se-ão todos os pensamentos, desejos, palavras, obras e omissões de cada homem, desde o primeiro instante do uso da razão até ao momento da morte.

O juízo, logo depois da morte, chama-se particular, porque é de uma só pessoa.

O juízo, no fim do mundo, chama-se universal, porque será para todos os homens.

 

Juízo Final, tímpano acima do portal principal da Igreja Abacial de Saint-Foy, Conques

A sentença do juízo particular é irrevogável.

A setença do juízo universal será a confirmação do juízo particular.

Quando alguém morre, sua alma irá ou para o céu, ou para o purgatório, ou para o limbo, ou para o inferno.

Anjo tocando a trombeta do Apocalipse, tímpano acima do portal principal da Igreja Abacial de Saint-Foy, Conques

Sobre Bruno Luís Santana

Ego Catolicus Romanus sum.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s